Contratação estrangeira: estratégia de internacionalização

Tal qual um bolo de chocolate com muito fermento que expande até não caber mais numa forma pequena, algumas empresas têm potencial demais para ficarem enclausuradas em um mundo de poucas possibilidades. Há um instante em que estes negócios atingem um ponto de amadurecimento que se faz necessário pensar em uma nova forma de crescer. É justamente neste momento que se abre a porta da internacionalização.

Equipe Deel
Written by Equipe Deel
Maio 10, 2022
Desde o momento em que uma empresa deixa de ser uma ideia para se tornar realidade, um marco bastante almejado é a hora em que ela decide amplificar seu raio de atuação para outros países. 

Seja para chegar a novos clientes e mercados, explorar tecnologias emergentes ou mesmo para se aproximar de profissionais mais qualificados, expandir sua empresa para outros países pode ser uma excelente ideia. A internacionalização potencializa a lucratividade e o impacto dos canais de distribuição, ajuda a explorar novos mercados, além, claro, de repercutir a sua marca pelo mundo. 

No entanto, a decisão de migrar uma empresa para outro país vem acompanhada de muitas dúvidas e temores. Como estabelecê-la em uma realidade muitas vezes tão diferente do seu país de origem? ? Como sobreviver à concorrência e se destacar em territórios inexplorados? O que fazer para adaptar seu negócio a uma nova cultura? A resposta para todas essas questões pode estar no fermento da empresa: os colaboradores.

A contratação como estratégia de expansão internacional

São inúmeras as possibilidades existentes para os negócios que decidem se internacionalizar. O sistema de franquias, por exemplo, é uma alternativa bastante explorada. Há, também, a perspectiva de investimento direto em uma empresa no exterior e até um plano de fusão ou joint venture. No meio de tantos caminhos, tem uma estratégia pouco difundida, mas extremamente eficaz: a contratação de profissionais estrangeiros. 

Foi-se o tempo em que para tornar sua marca relevante e reconhecida em outros países era necessário estabelecer um escritório físico com dezenas de funcionários, realizar uma migração em massa e enviar seus melhores talentos para trabalhar em um lugar que eles não conhecem. Com o progresso contínuo da internet e o surgimento de diferentes modelos de trabalho, essa expansão pode ser muito mais rápida, simples e eficaz. 

Precisa de um vendedor na Itália? Busca um comprador instalado na China? Quer dar os primeiros passos para a internacionalização do seu negócio no Japão? 

A depender do tipo de empresa, basta que ela realize a contratação de um ou mais colaboradores no país em que deseja se afirmar. E, ainda que pareça ser um procedimento complicado, essa ação pode ser realizada com alguns cliques.

O fim da burocracia na contratação internacional

Explorar as capacidades e potencialidades da força de trabalho global é um diferencial para as companhias que buscam se tornar relevantes no mercado internacional. Apesar disso, não vemos muitas empresas pequenas, médias e até mesmo grandes realizando este tipo de movimentação. A resposta óbvia e repetida por todos os cantos é que o procedimento é caro, demorado e complicado. 

Na prática, ele realmente pode ser. Afinal, não é fácil lidar com legislações trabalhistas, o custo das transações financeiras e as burocracias internas de cada país. Além disso, há obstáculos menos comentados, mas igualmente atribulados, como a tradução de regulamentações, a redação de contratos em língua estrangeira e a dificuldade de se familiarizar com a cultura e leis locais. 

Para auxiliar as empresas neste empreendimento, surgiram as International PEO (organização de empregadores profissionais). Bastante populares nos EUA e na Europa, as International PEO são instituições que cuidam de todo o processo envolvido na contratação e gestão de trabalhadores estrangeiros. 

A Deel, por exemplo, atua como uma espécie de intermediária para o recrutamento, pagamento de funcionários e elaboração de contratos de acordo com a legislação trabalhista de cada país. Ou seja, a startup assume toda a responsabilidade e arca com a burocracia envolvida na contratação de um talento internacional. 

Isso significa que depois de escolher o país para o qual deseja realizar a expansão, a empresa contratante não precisa se preocupar com mais nada, pois a Deel tomará conta de todo o resto. Isso inclui, não só o respeito às leis trabalhistas, mas, também, o gerenciamento do plano de saúde, dos impostos sobre a folha de pagamento etc. 

No fim das contas, o crescimento da sua empresa e a exploração de terras internacionais pode estar a poucos cliques de distância.

 

 

 

A Deel facilita o crescimento de equipes remotas e internacionais. Pronto para começar?

+

Países

+

Clientes

+

Especialistas Jurídicos

+

Moedas